Blur x Oasis. A batalha que parou a Inglaterra completa 20 anos

140815_bluroasis1

Há exatos 20 anos, a Inglaterra comemorava o renascimento de sua música com a consolidação do Britpop, depois de uma época obscura e ofuscada pela avalanche grunge americana.

Evidenciado pela rixa entre os “bonzinhos” Blur e os “bad boys” Oasis, o movimento viu a treta chegar ao seu ápice com a disputa direta nos lançamentos dos singles “Country House”, do Blur, e “Roll With It”, do Oasis. Na época, o selo do Blur antecipou o lançamento justamente como estratégia de marketing, para bombar ainda mais a briga que já era pública, após diversas alfinetadas dos dois lados em diversas entrevistas.

Na época em ascensão mundial e preparando aquele que seria seu disco de maior sucesso comercial – (What’s the Story) Morning Glory? – o Oasis surgia como representante da classe trabalhadora. Por outro lado, o Blur vinha de uma linhagem que combinava mais com a classe média. As características opostas entre as duas bandas eram evidentes e isso fazia a rivalidade ultrapassar o noticiário musical, sendo comum ver os dois grupos serem explorados como temas de pautas jornalísticas em todos os tipos de publicações.

140815_bluroasisnme

Em uma estratégia agressiva, o Blur botou seu single à venda pela metade do preço do lançamento do Oasis: 0,99 x 1,99. No fim das contas, o Blur acabou vencendo a batalha por uma diferença de 58 mil cópias, computando 274 mil contra 216 mil do Oasis. Foi a primeira vez que a trupe de Damon Albarn alcançou o topo das paradas de singles.

flashbaxbanner1

A ação e todo o envolvimento da mídia e do público fizeram as bandas se apresentarem no tradicional programa Top Of The Pops. Enquanto o Oasis botou Liam Gallagher na guitarra e Noel emulando seu irmão caçula nos vocais, o Blur apareceu na TV com Alex James vestindo uma camisa do Oasis. Tudo em nome da velha e boa tiração de sarro britânica.

140815_bluroasis_gifcamisa

Se o Blur ganhou a batalha, o Oasis acabou vencendo a guerra em termos de popularidade, com o lançamento do álbum Morning Glory, até hoje um dos 5 discos mais vendidos da história da música britânica. Damon & Co. buscaram outros caminhos musicais mais experimentais nos álbuns seguintes. Aliado à popularidade absurda do Oasis fora da Inglaterra, o Britpop gradativamente perdeu força enquanto movimento.

* Passados 20 anos, os dois lados fizeram as pazes e se tornou consenso de que boa parte da rixa foi alimentada pelas gravadores, para bombarem as vendas e promover os artistas. Há dois anos, Noel Gallagher chegou a dividir o palco com Damon Albarn e Graham Coxon em um evento beneficente, em prol de crianças com câncer, na Inglaterra. Curador do evento, foi Noel quem escalou o Blur como uma das atrações.

Vaza gravação de Noel Gallagher cantando Bob Dylan em 2011

Noel em show na cidade de Los Angeles, em 2011
Noel em show na cidade de Los Angeles, em 2011

Uma gravação feita há quatro anos caiu hoje na internet, graças ao fã Brian Garcia. Ele esteve em um show de Noel Gallagher em novembro de 2011 na cidade de Los Angeles. Na época, os High Flying Birds davam os primeiros passos de sua primeira turnê mundial.

Brian flagrou Noel cantando na passagem de som a música “Don’t Think Twice, It’s All Right”, de Bob Dylan, escrita por ele em 1962 e lançada no ano seguinte no disco The Freewheelin’.

O resultado pode ser conferido abaixo.

Noel Gallagher vai lançar EP de remixes em setembro

300715_noel1

Entusiasta de música eletrônica, frequentador do lendário Haçienda durante sua juventude em Manchester, o ex-líder do Oasis vai botar na praça dia 25 de setembro um disco de remixes de faixas do seu mais recente álbum, “Chasing Yesterday”.

As reedições foram feitas por gente da pesada, incluindo o duo Beyond The Wizard’s Sleeve, Andrew Weatherall, David Holmes e Robert Del Naja, do Massive Attack.

Alguns sons do projeto já foram revelados ao longo do ano, mas a Vice inglesa soltou hoje uma releitura eletrônica da psicodélica “The Right Stuff”, feita pelo duo britânico Psychemagik. O EP de remixes, que sairá em versão digital, CD e vinil com cópias limitadas recebeu o nome “Where The City Meets The Sky”. Nunca é demais lembrar que Noel vem ao Brasil no começo de 2016.

“Where The City Meets The Sky” – tracklist
A1. Ballad Of The Mighty I (Beyond The Wizard’s Sleeve Re-Animation)
A2. Ballad Of The Mighty I (Beyond The Wizard’s Sleeve Re-Animation Instrumental)
A3. In The Heat Of The Moment (Andrew Weatherall Remix)

B1. Riverman (Beyond The Wizard’s Sleeve Re-Animation)
B2. Riverman (Beyond The Wizard’s Sleeve Re-Animation Instrumental)
B3. The Right Stuff (Psychemagik Remix)

C1. The Right Stuff (3D version 1)
C2. The Right Stuff (3D version 2)

D1. The Girl With The X-Ray Eyes (David Holmes Rework)
D2. The Girl With The X-Ray Eyes (David Holmes Rework Instrumental)
D3. In The Heat Of The Moment (Toydrum Remix)

f50_300715